Caminharemos pela vida, percorrendo a mesma estrada, que nos levará à construção da nossa história.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Eu resolvi abrir mão do meu amor, para então, testar a minha capacidade de seguir sozinha o meu caminho. Pois passei os últimos anos de minha vida, lutando por um amor, em vão. Um sentimento que alimentei sozinha, e como se não bastasse, esqueci de mim mesma para me lembrar de você!
Muitas vezes me perguntei se eu estava na direção certa... E onde esse amor poderia me levar ?
Poucas foram as respostas que encontrei.
Com o passar do tempo fui aos poucos me dando conta de tantas ilusões que vinha criando a teu respeito.
Por te amar demais, me tornei egoísta. Não quis enxergar que você tinha o seu mundo (um mundo no qual eu não pertencia mais).
Você estava certo quando me falou que o tempo havia passado!
'Lamento de um sonho disfeito e um amor destruído pelo força do tempo.'
Nunca tive certeza de muita coisa. O engano se resumia pelo simples fato de eu pensar que você poderia t'er guardado apenas o melhor de mim, a ponto de querer dar uma chance para nós dois.
Hoje a única certeza que tenho é de que fracassei na minha busca. E que foi inútil tudo que fiz para te reconquistar. Uma pena.

2 comentários:

Angela disse...

Seu Blog é lindo Bêa, quanto sentimento... Está de Parabéns.

Meire disse...

Obrigada!
Falo apenas com o coração.